Quinta-feira, 13 de Maio de 2010

.: 134. Perfume: The Story of a Murderer, Patrick Süskind :.

276 páginas

Sinopse:

Survivor, genius, perfumer, killer: this is Jean-Baptiste Grenouille. He is abandoned on the filthy streets of Paris as a child, but grows up to discover he has an extraordinary gift: a sense of smell more powerful than any other human's. Soon, he is creating the most sublime fragrances in all the city. Yet there is one odor he cannot capture. It is exquisite, magical: the scent of a young virgin. And to get it he must kill. And kill. And kill.

 

Opinião:

Um livro verdadeiramente único, que é construído de uma forma arriscada: toda a história se desenrola em volta de cheiros, perfumes... algo que é difícil de passar para o papel de forma verossímil. É realmente uma obra onde somos guiados por um forte sentido de olfacto, onde vemos o mundo de forma diferente. As descrições são deliciosas e muito bem construídas,  feitas com tanta vivacidade que quase conseguimos sentir-nos envolvidos nos diferentes cheiros. O autor guia-nos detalhadamente pelos processos de criação de um perfume - pelo menos, os que se utilizavam há algumas décadas atrás - e adorei que esse tipo de informação fosse incluído: torna o livro numa fonte de aprendizagem.

No início, o enredo não se centra muito na vertente de thriller que é utilizada para descrever a obra; esta é, no entanto, a história de um assassino, que embora não faça jus a essse nome durante grande parte do livro, acaba por ganhar terreno e compensar essa "falha" já nos capítulos finais. A forma como a história termina foi, a meu ver, muito bem elaborada - um óptimo final para um livro que não devem perder.

Sílvia às 10:34
link | comentar | (1)
Terça-feira, 6 de Abril de 2010

.: 132. Bread and Chocolate, Philippa Gregory :.

 

256 páginas

 

 

Sinopse:

A collection of short stories from one of our most popular novelists -- the perfect gift. A rich and wonderful selection of short stories. A TV chef who specialises in outrageous cakes tempts a monk who bakes bread for his brothers; a surprise visitor invites mayhem into the perfect minimalist flat in the season of good will; a woman explains her unique view of straying husbands; straying husbands encounter a variety of effective responses. Just some of the delicacies on offer in this sumptuous box of delights!


Opinião:

Não lia um livro de contos há algum tempo, e esta revelou-se surpreendentemente boa. Esperava uma colecção de histórias muito sentimentais, um pouco "lamechas" até, que não me cativassem por aí além. Afinal de contas, este é um conjunto fantástico de contos que retrata a vida de diversas mulheres e as várias facetas que uma relação pode ter. A autora conseguiu até incluir o sobrenatural numa ou outra história, e deu um toque de mistério ao livro que nunca falha em atrair-me. Uma boa escolha para desanuviar de leituras mais "pesadas".

Sílvia às 22:21
link | comentar
Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

.: 119. The Fifth Child, Doris Lessing :.

144 páginas

 

Sinopse:

Harriet e David Lovatt têm os mesmos anseios - fidelidade, amor, vida familiar e, acima de tudo, um lar. Teimosamente fora das modas dos anos 60, decidem casar e assentar as bases das suas vidas numa casa vitoriana. A princípio, parece o Paraíso. As crianças preenchem-lhes o quotidiano, e os familiares sentam-se à mesa da cozinha no Natal, desfrutando avidamente do calor humano da família Lovatt. Mas é com a quinta gravidez que as coisas começam a alterar-se. O bebé desenvolve-se dentro de Harriet demasiado cedo e com demasiada violência. Após um nascimento difícil, Ben revela-se uma criança estranha e cruel, cuja violência é instintivamente rejeitada pelos irmãos.
Inexoravelmente, a sua presença alienígena vai destruindo o sonho de uma família feliz.

 

Opinião:

Tenho sempre a ideia de que os autores laureados com o Nobel devem escrever obras extremamente aborrecidas e sem interesse algum. Já devia ter perdido esse preconceito  - José Saramago veio provar que não é nada assim - mas tinha-o na cabeça quando peguei neste livro de Doris Lessing.

A sinopse, no entanto, prometia uma história muito emocionante... e não fiquei desiludida.

Fantástico, este livro. Pega no conceito de "assustador" e leva-o até um nível completamente novo, criando um sentimento de medo e terror a partir de um pressuposto extremamente simples: uma criança diferente.

Esse é um sentimento que vai crescendo ao longo do enredo, de tal forma que não há maneira de não ficarmos completamente envolvidos pela história. Um verdadeiro "vira-páginas", este pequeno volume. Estou extremamente curiosa em relação à sequela, Ben, In The World.

Sílvia às 17:25
link | comentar
Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009

.: 114. As Intermitências da Morte, José Saramago :.

216 páginas

 

Sinopse:

No dia seguinte ninguém morreu.

 

Assim começa este novo romance de José Saramago.

Que a morte tem as suas extravagancias, já todos nós sabíamos. Mas que se cansasse de exercer a sua principal actividade, nunca nos passou pela cabeça!

Imagine que, de um momento para o outro, num certo país, as pessoas deixam de morrer. Estarão os líderes e os habitantes desse país preparados para gerir a vida eterna e as suas consequências?

Colocada a hipótese, o autor desenvolve-a em todas as suas vertentes, e o leitor é conduzido com mão de mestre numa ampla divagação sobre a vida, a morte, o amor, e o sentido, ou a falta dele, da nossa existência.

 

Opinião:

Fantástico. Já ouvi dizer que esta é possivelmente a obra da vida de Saramago, e embora não tenha tanta notoriedade como o Memorial do Convento, por exemplo, é sem dúvida um livro excepcional.

Saramago retrata a morte como nunca antes foi feito; para muitos de nós é o medo supremo, o medo de morrer, mas aqui conseguímos até simpatizar com esta figura tão temível. Por vezes, penso que fiquei até com pena.

Uma óptima escolha, este livro, para quem pretende começar a ler Saramago: é pequenino, tem um enredo que quase se pode classificar como um pouco louco... lê-se de um fôlego.

Sílvia às 12:21
link | comentar
Domingo, 24 de Maio de 2009

.: 102. Dove in the Window, Earlene Fowler :.

302 páginas

 

Benni and about two hundred of her relatives and friends are gathered for the family's annual barbecue and cattle roundup. Among them is Shelby Johnson, a young photography student from a wealthy Chicago family who is drawn to San Celina by her love of the West and a passionate desire to catch it all on film. In Benni she finds a favorite subject and a new friend. But when Shelby's body is discovered on the ranch the next morning, Benni's closest relatives suddenly develop into prime murder suspects...

 

Sílvia às 22:33
link | comentar