Sábado, 6 de Outubro de 2007

.: 63. Hilda Furacão, Roberto Drummond :.

279 páginas

 

No dia do seu casamento, uma jovem da alta sociedade de Minas Gerais, estado mais conservador e católico do Brasil, dexou o noivo pregado na igreja e abandonou tudo para se tornar prostituta na Zona Boémia de Belo Horizonte.
Nesses anos 60, numa Belo Horizonte a cheirar a jasmim e às granadas de gás lacrimogéneo que a polícia lançava contra os estudantes, surge Hilda Furcão, a musa erótica que inflama a imaginação da cidade e cuja vida irá cruzar-se com os sonhos de três rapazes vindos do nterior: um quer ser santo, o outro actor em Hollywood e o terceiro escritor, o repórter que será encarregado de descobrir o segredo de Hilda Furacão.
Um segredo que Hilda lhe promete revelar no dia 1º de Abril de 1964, precisamente cinco anos depois de iniciar a vida de prostituta.

 

Sílvia às 10:35
link | comentar