Sábado, 28 de Abril de 2007

.: 31. A Noiva Judia, Pedro Paixão :.

97 páginas

 

Vinte e seis pequenas histórias compõem o livro de estreia de Pedro Paixão que depressa conquistou os leitores.
 

Atravessamos o Tejo. Vamos sobre a água de brilhos metálicos em direcção a um clarão alaranjado que está do outro lado. Vamos à popa, contra o vento, mas não faz frio. Vamos agarrados. Ela dá-me um beijo na cara e sussurra-me: «O meu pai beijava-me assim». O amor é uma coisa no passado, muito longe. Temos pouco tempo mas não temos pressa, não temos que chegar a nenhum lado.

 

Sílvia às 14:50
link | comentar
:
De livros2amao a 27 de Fevereiro de 2008 às 13:54
Os livros de Pedro Paixão são pequenos, com contos ainda mais pequenos, mas aos quais é impossível chegar ao fim sem se identificar com algum. Não é para ler a correr, mas para ir lendo e saboreando.

Comentar post