Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

.: 127. PS, I Love You, Cecilia Ahern

422 páginas

 

Sinopse:

Quase todas as noites Holly e Gerry tinham a mesma discussão - qual dos dois se ia levantar da cama e voltar tacteando pateticamente o caminho de regresso ao apetecível leito? Comprar um candeeiro de mesa-de-cabeceira parecia não fazer parte dos planos, e assim o episódio da luz repetia-se a cada noite, num rito conjugal de pendor cómico a que nenhum desejava pôr termo. Agora, ao recordar esses momentos de pura felicidade, Holly sentia-se perdida sem Gerry. Simplesmente não sabia viver sem ele. Mas ele sabia-o, conhecia-a demasiado bem para a deixar no mundo sozinha e sem rumo. Por isso, imaginou uma forma de perpetuar ainda por algum tempo a sua presença junto da mulher, incentivando-a a viver de novo. Mas como se sobrevive à perda de um grande amor? Holly ter-nos-ia respondido: não se sobrevive! Mas Holly sobreviveu!

 

Opinião:

Com este livro quebrei uma tradição: vi o filme antes de ler o original. Não gosto muito de o fazer, porque já parto para o livro com uma ideia pré-concebida de como são as personagens... e ler deve servir para pôr a imaginação a trabalhar.

No entanto, esta excepção à regra não tornou a leitura decepcionante. Livro e filme são muito diferentes, mas igualmente muito bons. O facto de já conhecer a história não retirou nenhum interesse ao livro, que adorei. Foi devorado em poucos dias e fiquei extremamente satisfeita com o estilo de escrita da autora e com a forma como a história se desenrolou. Este é um livro que nos consegue levar às lágrimas tanto nas passagens mais tristes como nos capítulos mais divertidos. Faz pensar sem ser demasiado lamechas nem deprimente. Uma óptima leitura.

Sílvia às 17:08
link | comentar