Quinta-feira, 9 de Julho de 2009

.: 107. A Casa Torta, Agatha Christie :.

189 páginas

 

Sinopse:

A numerosa família Leonides vive numa estranha mansão nos subúrbios de Londres, sob o olhar protector, e um tanto controlador, do patriarca Aristide Leonide. Quando o velho milionário é assassinado, deixa para trás uma longa lista de suspeitos, encabeçada pela própria viúva, cinquenta anos mais nova do que ele.

Com o apoio de Sophia, neta do falecido e sua noiva, Charles Hayward envolve-se no quotidiano doméstico, decidido que está a apurar a verdade a todo o custo. Ainda que o círculo de suspeitos esteja circunscrito ao universo familiar, o jovem acaba por ter de se confrontar com uma conclusão surpreendente. Afinal, nem o próprio assassino contava com o que viria a acontecer...

 

Opinião:

Esta é uma das obras favoritas da própria autora, Agatha Christie, e trata-se de facto de uma óptima história. É muito simples, o que faz deste um livro de fácil leitura; no entanto, devido ao grande número de personagens que o enredo envolve, essa simplicidade faz com que alguns dos membros da família Leonides nos sejam dados a conhecer de forma vaga, superficial. Esse aspecto, porém, não interfere com a compreensão que o leitor tem da história, já que é-nos dado o suficiente para que conheçamos o perfil básico de todos os intervenientes.

O que mais marca e surpreende neste livro é, sem dúvida, o muito inesperado final. É, só por si, bastante para fazer com que A Casa Torta permaneça na nossa mente durante algum tempo.

Sílvia às 15:00
link | comentar